Obesidade infantil: um alerta aos pais!

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) alertam para o agravante cenário da obesidade no Brasil. E quando se trata de obesidade infantil, os números são cada vez mais preocu

pantes: aproximadamente 15% das nossas crianças, na faixa etária entre os 5 a 9 anos, estão acima do peso. Estima-se ainda que na próxima década cerca de 60% da população brasileira será mais pesada do que deveria.

Um dos principais motivos para este cenário é a alimentação inadequada. Por isto, alerto aos pais e cuidadores de crianças sobre a importância de uma alimentação saudável e da prática de atividades físicas, como principais aliadas da saúde e do bem-estar de qualquer pessoa

 

É inevitável, porém, falar de nutrição sem abordar a questão do incentivo pelo exemplo. De nada adianta os pais quererem que seus filhos comam legumes, frutas e vegetais, se não tiverem o hábito de consumo destes alimentos. . Para as crianças sentirem vontade em ingerir alimentos saudáveis é indispensável que elas sintam-se motivadas e,  pais e mães são as principais fontes de incentivo que elas possuem.

Desta forma, antes de qualquer coisa, analise o seu comportamento diante da comida. Se você não é um praticante da alimentação balanceada, de nada irá adiantar. E talvez este seja o momento de também mudar, por seus filhos e por você.

Bom, passado esta orientação, vamos às dicas práticas, que não são nada complicadas.

Leve seu filho junto para as compras no supermercado e mostre os alimentos saudáveis, suas propriedades nutritivas e como elas contribuem para o seu bom crescimento. Essa interação estimula a criança e faz com que ela se sinta com vontade de obter tudo que há de bom desses nutrientes apresentados.

Outra dica é “brincar” com o prato do seu fil

 

ho, deixando-o colorido. Toda criança ador

 

a cor e isso também serve de estímulo, além de fazer da hora da refeição um momento mais descontraído. Isso vale para receitas criativas também, em que os nutrientes são disfarçados em bolos e tortas. Primeiro ele experimenta, gosta e depois você diz do que é feito, comprovando que os alimentos saudáveis também são muito saborosos.

Quanto aos alimentos considerados “proibidos”, como os sanduíches super calóricos das redes de junk food, os doces e os refrigerantes, não é preciso privá-los totalmente. A dica é criar um dia v

 

oltado apenas para este tipo de alimento, desde que consumido com moderação, e sem culpa.

Ainda temos a chance de contrariar os prognósticos da obesidade no Brasil. Com uma alimentação mais saudável e a con

 

scientização da necessidade da prática esportiva desde a infância, poderemos colaborar para uma sociedade composta por adultos cada vez mais saudáveis e não obesos.

 

 

Tel.: (73) 99905-5550
Av. Presidente Getúlio Vargas, 3064 - Centro
Teixeira de Freitas - BA